Depilação a Laser: Como Funciona, Quais os Tipos e Preços

Como funciona a depilação a laser?

A ação do laser é interna à pele, causando uma lesão térmica, aumentando assim a temperatura da região e queimando o bulbo, que é a raiz do pelo, assim, na depilação a laser não é possível observar instantaneamente o pelo caindo.



O tratamento a laser pode ser muito útil principalmente a mulheres que estejam sofrendo com o excesso de pelos devido ao desequilíbrio hormonal, ou doenças como a Síndrome do Ovário Policístico.

Mitos e verdades sobre a depilação a laser

A depilação a laser pode ser feita nas regiões intimas?

Sim, e pode ser feita não apenas uma depilação parcial, mas uma depilação completa, para isso basta que os parâmetros do laser sejam devidamente regulados, a fim de se ter os devidos cuidados com regiões mais sensíveis.

O laser influi no colágeno de nossa pele?

Alguns tipos de laser sim, sendo próprios para a estimulação da formação de colágeno e favorecimento do rejuvenescimento, já outros irão agir apenas na melanina. É importante mencionar que os lasers para depilação não agridem e nem envelhecem a pele.

O laser influi na questão hormonal?

Não, o laser age apenas localmente na região de aplicação. Em hipótese alguma ele irá alterar a questão hormonal de qualquer indivíduo, assim, não irá desregular os níveis hormonais e muito menos causar, por exemplo, queda de cabelo.

depilação-a-laser-light-sheerQuanto tempo dura uma sessão a laser?

A duração de cada sessão depende da extensão de pele onde o laser será aplicado, e também do próprio aparelho a laser. Lasers com o cabeçote atingem uma maior área e necessitam de menos disparos, assim, com esses aparelhos, uma estimativa média de tempo por sessão, é de 20 minutos para as pernas, e 5 minutos para a virilha.

Quantas sessões de depilação a laser são necessárias?

O mesmo aparelho de laser é aplicado para diferentes regiões do corpo, o que muda são suas configurações, dessa forma, o laser é personalizado para cada tipo de pele e região do corpo. Vale mencionar que se o laser não for configurado com parâmetros adequados para cada tipo de pele, ele poderá até mesmo manchá-la.

A pele escura, por conter mais melanina, necessita de maiores cuidados, o laser poderá confundir a pele escura com o pelo, e dessa forma, deve ser utilizado um laser de menor potência para esse tipo de pele, e eventualmente se fará necessária um maior número de sessões para se atingir resultados mais satisfatórios.

O número de sessões necessárias varia de acordo com o tipo de pele e região de aplicação. Quanto mais escuro o pelo e mais branca a pele, melhores serão os resultados e menor será o número de sessões.

Qual deve ser o intervalo entre as sessões?

Como o tratamento geralmente é feito em várias sessões, é necessário respeitar o intervalo de quarenta e cinco dias entre elas. É neste período que aparecerão os pelos que não foram eliminados na depilação anterior. Ao se optar por esse procedimento, todos os outros que arranquem o pelo pela raiz deverão ser descartados. Assim, para depilar os pelos antes das sessões devem ser utilizados giletes ou cremes depilatórios.

Depilação a laser dói?

A dor é relativa, algumas pessoas sentem mais e outras menos, há de se frisar também que a dor varia conforme a região, sendo algumas mais sensíveis do que em relação a outras, porém, de modo geral, as novas técnicas a laser são menos doloridas do que as de antigamente.

Os novos aparelhos a laser criam vácuo na região de aplique e esticam a pele, estirando também as terminações nervosas, dessa forma, como o nervo também sofre um deslocamento, ocorre menos dor.

Os lasers de ponteira mais fina, apesar de atuarem com refrigeração, com o intuito de gerar menos dores, não necessariamente trabalham com vácuo e estiramento de nervos, podendo eventualmente causar maiores dores. Porém, por ter a ponteira resfriada, esses aparelhos também são menos dolorosos do que as tecnologias a laser mais difundidas outrora.

Depilação a laser é definitiva?

Não, isso é um mito. O pelo, assim como o cabelo, tem diferentes fases de desenvolvimento. Quando se faz a depilação, busca se atingir o pelo no momento de seu crescimento, e por meio de uma lesão térmica o calor age na destruição da raiz do pelo, porém, existem outros pelos que também estão a crescer, dessa forma, se fazem necessárias mais sessões para eliminá-los. Depois de certo tempo, alguns pelos podem voltar a crescer, porém, em menores quantidades e mais finos, dessa forma, podem ser necessárias sessões de manutenção, realizadas, por exemplo, 1 ou 2 vezes ao ano.

Existe uma idade mínima para se recorrer a depilação a laser?

Não, deve-se considerar que existem alguns casos específicos, como pessoas que tenham uma maior incidência de pelos devido ao desequilíbrio hormonal, por exemplo, porém, de modo geral, o indicado é que se tenha pelo menos 16 anos de idade.

Contraindicações

Não há uma contraindicação geral, porém, devem evitar o laser mulheres que estejam grávidas, pessoas com algum tipo de inflamação local, ou que tenham feito depilação com cera. Quem tem melasma poderá realizar sessões a laser, porém, com parâmetros mais baixos. É importante destacar que alguns tipos de laser não devem ser utilizados em pele negra de tom mais escurecido ou ainda pele muito bronzeada.

Quais os tipos de depilação a laser?

Alexandrite

O Laser Alexandrite, conhecido comercialmente como GentleLase, é usado principalmente para depilação em peles claras, e é contraindicado para peles muito morenas ou bronzeadas, por conta dos grandes riscos de queimaduras.

O Laser Alexandrite tem como maior vantagem doer menos do que os lasers de diodo, porém, como desvantagem, oferece maiores riscos de queimaduras em peles mais escuras ou até mesmo levemente bronzeadas. Por conta desses motivos ele tem um maior sucesso nos EUA do que no Brasil.

O laser possui um moderno sistema de refrigeração, o qual emite criogênio para a proteção da pele. Esse resfriamento ocorre antes do disparo do laser, tornando as sessões menos doloridas.

Nd:Yag

O Laser Nd:Yag, conhecido comercialmente como GentleYag, emite séries de pulsos de alta energia espaçadas em intervalos de nano segundos, com um comprimento de onda de 1064 nm, muito eficaz para regiões com pelos mais grossos.

A aplicação é feita ponto a ponto visando carbonizar os bulbos pilares. O laser pode ser aplicado em peles claras, bronzeadas e negras, por conta de ter baixa afinidade à melanina, e a exposição ao Sol é liberada no dia seguinte à sessão.

O laser Nd:Yag é contraindicado para pessoas que estejam com infecções ativas, inflamações e feridas nas áreas a serem tratadas, além de regiões em que a pele esteja muito bronzeada, e também para usuários de medicamentos fotossensibilizantes.

Soprano XLsoprano-xl

O Soprano XL é um laser de diodo que opera com um comprimento de onda de 810nm e possui 2 modos de operação: o HR (Hair Removal), que é o modo tradicional de aplicação ponto a ponto,  proporcionando pulsos de alta potência, e o SHR (Super Hair Removal), que faz com que o tratamento seja indolor por conta da emissão de pulsos com baixos picos de energia, porém, ao mesmo tempo de alta potência média e com seguidas repetições, o que permite uma depilação mais homogênea e efetiva.

O SHR dispõem também da tecnologia de aquecimento volumétrico, que aumenta a temperatura da folículo de forma gradativa e homogênea até atingir 45°C, destruindo pelos e prevenindo um crescimento com menores riscos de danos à pele. O Soprano XL proporciona um tratamento de depilação a laser praticamente indolor, e a ocorrência de foliculite, vermelhidão e edemas na pele durante o tratamento são raras.

Para o conforto dos pacientes, o Soprano XL dispõem de dois sistemas de refrigeração integrados, diminuindo as dores durante as sessões.

A depilação a laser com o Soprano XL pode ser feita em qualquer tipo de pele, pois apresenta programas diferentes de tratamento de epilação para cada tipo de pele, podendo assim ser utilizado até mesmo em peles bronzeadas.

Milesman

O Laser de Diodo Milesman é o único a operar com sua ponteira de safira refrigerada a -3 °C, esse sistema de proteção ultrarefrigerada protege e resfria a área da pele a ser tratada, proporcionando assim um tratamento mais cômodo, além de ser muito rápido, podendo cobrir grandes áreas em um curto espaço de tempo, atingindo até 3 disparos por segundo. O Milesman é indicado para todos os tipos de pele, seja branca, parda ou escura.

O Milesman concentra sua energia em um único comprimento de onda (810nm), sendo seletivo e denso, além de emitir um potente feixe de luz vermelha unidirecional, conseguindo assim fazer com que a luz seja absorvida com máxima eficiência pela melanina do pelo, tendo mínima dispersão.

LightSheer

O LightSheer Duet oferece duas opções, dependendo da necessidade. O LightSheer HS (High Speed) serve para tratar áreas maiores e utiliza o vácuo juntamente com o laser de diodo, proporcionando assim sessões mais rápidas. Já o LightSheer ET com resfriamento ChillTip serve para tratar áreas menores.

LightSheer ETlight-sheer-et

O Laser Diodo LightSheer ET é indicado para todos os tipos de pele, inclusive bronzeadas e negras. Esse laser produz um feixe de luz bastante concentrado, a qual é absorvido pela melanina dentro dos folículos pilosos. Durante esse procedimento, o pulsar da ponteira resfriada do laser provoca o aquecimento da raiz do pelo, interrompendo seu crescimento.

LightSheer Duet

O LightSheer Duet conta com a tecnologia assistida à vácuo, tornando o procedimento praticamente indolor e possibilitando um tratamento mais rápido e confortável, além de dispensar a utilização de gel tratamento e anestésicos tópicos.

light-sheer-hs-duetSua velocidade e eficácia são fantásticas, além do que o desconforto é mínimo e as sessões são mais rápidas quando comparadas com os sistemas mais antigos. Se considerarmos, por exemplo, a depilação a laser por meio de sistemas mais antigos na região das costas, durante o procedimento é necessário deslizar o cabeçote, o que despende em torno de uma a duas horas, além do que, normalmente o homem sente um desconforto significativo. Com o cabeçote de alta velocidade do LightSheer Duet, o processo é muito mais rápido: basta posicionar e disparar o laser, e assim pode-se tratar as costas de forma completa em cerca de 15 minutos e com o mínimo de desconforto.

A tecnologia à vácuo puxa delicadamente a pele para dentro do cabeçote, aumentando significativamente o conforto ao longo do tratamento. A ação de puxar a pele “engana” as terminações nervosas, evitando-se dores, além de proporcionar uma aproximação entre o folículo e a luz do laser.

LightSheer Duet vs LightSheer ET: Tempo médio de tratamento

Costas

Light Sheer ET – 60 minutos

Light Sheer Duet – 15 a 20 minutos

Peito

Light Sheer ET – 40 minutos

Light Sheer Duet – 15 minutos

Ombros

Light Sheer ET – 20 minutos

Light Sheer Duet – 10 minutos

Axilas

Light Sheer ET – 10 minutos

Light Sheer Duet – 4 minutos

Meia perna

Outros tratamentos – 45 minutos

Light Sheer Duet – 15 minutos

Pernas

Light Sheer ET – 60 minutos

Light Sheer Duet – 20 minutos

Virilha

Light Sheer ET – 15 minutos

Light Sheer Duet – 5 minutos

Comments are closed